Tenho tempo
Mas não muito mais
E por mais que eu o quisesse, também já não me apetece…
Todo o tempo que tive e tenho
Fiz do melhor que pude e  soube
Nem sempre o soube bem, nem sempre o pude melhor
Mas o melhor que sou e pude
Reflecte o que tenho e sou….
E, sou assim deste jeito
Mas sem jeito algum
Confio desconfiando, crente  do que imagino acerca de…
E esta é a forma que eternizo, dentro do que penso e preciso
Mesmo por vezes não parecendo fazer sentido…
Gosto das pessoas como as imagino
E não, como elas de facto o são…
Estarei sempre condicionada pela minha mente 
crente
E crente em tudo que quer e pode
Sobre mim e sobre todos
Do jeito que mais me reconforta
Para seguir vivendo tal qual, como eu a compreendo…
A vida parece difícil,mas desta forma eu a descomplico
Porque, para viver não baste nascer e ser
Para viver, temos que ultrapassar os nossos limites
Fazer de conta que nem estamos tristes
Mesmo quando nos tentam roubar a alma…
E neste vai e vem de pessoas e de mim’s
Me farto, me encho, me esvazio
Ficando muitas vezes prostrada
Deitada sobre qualquer calçada
Buscando outras energias, para fazer frente a esta multidão de gente…

EU E O MUNDO

Anúncios