SOU EGOÍSTA…

IMG_1431
Porque o mundo morre e eu estou aqui sem fazer nada para ajudar…

Os grandes roubam e eu não faço nada para os deter…

As crianças definham em certos lugares e eu aqui parada, sem fazer nada…

Os idosos, são entregues a si mesmos, ou a alguém que não os tratam bem e eu aqui…

Ao mesmo tempo, o universo faz sol, faz chuva, faz neve e eu a recebo da melhor forma que sei, que posso e até gosto…

Sou uma alienada deste mundanismo cretino, não faço nada de nada, contemplo o que me é dado todos os dias pelo universo, porque ele sabe  fazer certo…

Trabalho, pago e pago e pago, e trabalho, trabalho, trabalho e pago pago pago, no final regresso a casa, e não quero saber de mais nada…

Sou assim egoísta, já não quero saber de nada, mesmo sabendo…

Escolhi, o que mais me importa, apenas viver, porque tenho a certeza de que nada mais posso fazer..

Ainda assim, sou uma privilegiada, porque vou tendo trabalho, para também pagar pelos que não fazem nada…

E egoísta deste jeito, vou contribuindo para uma metade de sociedade morta de cansaço, a outra metade mata, esfola sem se dar conta, porque o que para eles conta, não é mais que não seja a realidade que conhecem…

Exigem de meio mundo (pelo menos), o que ele não querem , não podem, não conseguem, mas nos afundam, nos fazem egoístas, por nos atarem as mãos e pés, deixando o nosso chão sem fundo…

E, desta forma continuo egoísta, porque o cansaço me levou para esse espaço…

EU E O MUNDO

Anúncios

UMA QUESTÃO DE RELIGIÃO OU “ANALFABETISMO” PESSOAL? AS DUAS, OU TALVEZ NENHUMA…..

 

 

 

 

 

 

 

  1. “O Farmnews atualiza seus leitores para os dados que revelam os maiores produtores mundiais de carne bovina em 2017.”

“A vaca é um animal sagrado para o hinduísmo, religião de 80% da população da Índia. Seus adeptos acreditam que o bicho encarna valores como o altruísmo e a não-violência. Afinal, a vaca dá muito de si, como o leite e o couro. Em troca, recebe muito pouco: capim e água.”

maiores produtores mundiais de carne bovina

http://www.farmnews.com.br/mercado/maiores-produtores-mundiais-de-carne-bovina/

Uma questão de religião ou de alfabetismo pessoal?

Hoje em dia, não se pensa com a própria cabeça, mas apenas com/pela cabeça dos outros, até porque, pensar dá trabalho na medida em que não se fazem raciocínios lógicos.

É tal como dizerem por aí “sou católico não praticante”, que é isto?

Ou se é ou não se é ponto.

Dá para ver no gráfico em cima, que a Índia é o 5º exportador de carne bovina, a tal que deveria ser sagrada, e por isso não se pode comer, mas pode-se exportar, afinal é sagrada, porquê mesmo?

Deixa-me pensar, é que sendo  sagrada dentro de portas, sempre sobra mais e  a custo muito baixo, para engordar os bolsos dos 1% que dominam o mundo…

Curiosidade (mais uma):

Porque andam muitas  vacas à solta na Índia e que  passam por nós como se nada fosse?

Por serem sagradas dizem, ou diz-se por lá, mas, o que  não dizem, é que se alguma vaca morrer, o dono dela tem que pagar um alto imposto ao estado e por isso mesmo, as soltam para rua,  assim não são vacas de ninguém , como tal não da lugar a imposto…

Religião será porventura uma forma eficaz de controlar pessoas…

EU E O MUNDO

 

 

!TEMPO!

 

 

 

 

 

 

 

 

Que não se deixe morrer o tempo…
As pessoas, essas, vêm e vão, sendo que, “na natureza nada se perde nada se ganha, tudo se transforma” ( Lavoisier), então, não se foque no passado, nem no futuro, não deprima com o presente, deixe o tempo ter tempo e com tempo, tudo de transforma…
Os legados são apenas legados, nada mais que isso, servem as circunstancias do momento, servem de barómetro para um possível futuro, contudo, deixemos que tudo se faça, apenas fazendo-se…

Albertina Correia

SOLUÇÃO PARA A MORTE

aa4a0611-8ee6-4ad4-a4bc-e047fa24abc0

Em tom de brincadeira arranjei uma solução para a morte…

Nao vou pedir desculpa de nada, porque a  morte é o outro lado da vida…

Lá não temos conhecimento de cá, e cá não temos de lá…

Fazendo fé na lei de Lavoisier, em que :

“Na natureza, nada se perde, nada se ganha e tudo se transforma”.
Portanto, é justo dizer que a morte não existe, é simplesmente um intervalo, tanto cá como lá…

Que sei eu disto? Nada, estou apenas a por em prática a arte de pensar, nada mais…

Depois, não fica mais nada, que não seja o silêncio e o tempo…

ARTE

A ARTE DE PENSAR…

 

 

 

 

 

 

 

 

Pensar é uma arte…

Como arte sui generis que é , requer muito empenho nas diversas vertentes, tais como:

  • Dedicação, ilusão, frustração, acomodação, visão, atenção, sabedoria, ignorância, “autismo”, silêncio, entre tantas outras valências…

Acima de tudo, e, como qualquer arte que se prese,  é necessário ter o dom, todo o resto é simplesmente, técnica.

Como são tantas a valências que têm que se possuir, juntá-las todas, separá-las, isolar uma de outra e fazer muitas vezes de conta que nenhuma existe, é o clímax da Arte que por vezes faz parecer que quem a tem, não possui cérebro.

Contudo, muitas vezes, fazer de conta que não se possui cérebro, é uma virtude, que cabe bem dentro desta Arte, diria até que malabarismo…

A Arte de pensar, mais não é, do que se pensar em tudo, em nada,  e,  de tudo ou nada,  fazer de conta que o que se pensa, faz sentido para quem quer “ouvir” os nossos pensamentos.

Por vezes os pensamentos parecem loucos, parecem evasivos, parecem imbecis, parecem descabidos, parecem megalómanos, parecem insignificantes,  parecem tudo e não parecem nada, portanto,  chegados a este estado, a cortina baixa, o pensamento recolhe lá dentro, porque é tempo de arte adormecer para voltar de novo a renascer, pare esta Arte do pensar, que neste caso é a de viver…

ARTE

UM POUCO POR TODA A PARTE


 

 Estamos chegados a um ponto que não existe mais retorno.

Está instalado o caus, a todos os níveis, de tal forma, que a corrupção aliada a outros e diversos interesses, estão a aniquilar cada um de nós que não pertença, ou não faça parte de um qualquer “Gang” , dos pouco que existem e consequentemente  dominam o mundo, onde os seus tentáculos nos asfixiam,  a cada minuto que passa.

Todos, uns mais que outros, sabemos que isto está a acontecer debaixo dos nossos narizes e contra eles, nada podemos, por falta de lider’s que nos encaminhem para algum lugar diferente, nem que seja também para a rutura.

As escritas e escritos, os vídeos, os alertas, etc, através destas redes que também a eles,  os alavancaram, para o comum mortal,  servem apenas para fazer desabafos, pois que, não leva a lado nenhum, a menos que façamos também um “Gang”, e nos isolemos deles e contra eles.

Estamos entregues aos bichos, que fazem picadinho e nos comem vivos, fica a pergunta, para que serve trabalhar, se apenas o que fazemos é pagar e pagar?

Precisa-se urgentemente de alguém, que lidere uma fação qualquer que pelo menos dê voz , aos que são esmagados sem direito a contraditório e defesa…

QUE PESSOAS ESTAS!!!!!

BASCULHANDO O MEU BAÚ…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seguro o rosto

Repouso cansada

Olho mas não vejo nada

Penso no que fazer

Se por acaso algo me apetecer…

No momento, não me apetece nada

Que não seja ficar cansada

Repousar na minha mão

O rosto da ilusão…

Ilusão de querer o que não quero

De fazer o que não faço

De pensar o que não penso

No fundo, a ilusão da ilusão

Com e sem qualquer razão…

E quando a razão, aparentemente não existir

Deixo cair o rosto

Seguro-o com a minha mão

Escrevo sobre a ilusão

Quer tenha ou não um qualquer razão…

SILÊNCIO

10/10/2014

“BLESS THE ARTIFICIAL INTELLIGENCE”

 

We talk about everything, and, about everything we don’t say anything…

We talk about economy, politics, health, and so one, but we don’t know what we speak about…

Our opinion is just one more opinion, nothing more, opinions about subjects but never about our reality about those subjects…

One way to do something different for ourselves,is thinking with our own mind to have a real perception about all these subjects , which infect our lives, day by day…

The social networks came to clean our brain, our mind, including our emotions…

Never, never, the world  and the people lived in an artificial intelligence like today because we don’t think anymore, we are just programmed to live life in this way…

So, we, they, never and ever talked about subjects without saying anything anymore…

”Bless the artificial intelligence”

ME AND THE OTHERS

 

 

THE LIFE…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

In a life, everithing is rigth and everithing is wrong, but it depends on the way each one see a life…

Life is rigth if we are conscientious ou all the things aroud us.

We must be in each moment, because life is just moments, something to live or die for.

That happens when our life our mind are right.

In oposite, that means to say wrong life, everithing looks bad…

It doesn’t mean life is bad, just we don’t have conscientious of  that…

Concluding, the life is right or wrong but it only deppends on us and the way each one looks at it…

ME AND THE OTHERS

FÚTIL …

 

Estamos plenos de tanta coisa fútil
Que a futilidade já virou normalidade.
E assim rumamos
Indignados e outros calados…
Querem lá saber
Porque saber implica fazer
E como fazer dá trabalho
Viva a futilidade
A rainha da normalidade…
Tantas coisas erradas
E outras tão poucas acertadas…
Tanta escrita bonita
Que nada diz e tudo que diz já ninguém acredita …

EU E OS OUTROS