VIDAS REPETIDAS

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje volta a ser assim

Repetições de dias e datas passadas

Que ficam na memória dos genes

Para nos fazer recordar que a vida está sempre no mesmo lugar…

Volta e vira repete-se a verdade e mentira

Volta e vira, cada uma delas, muda de posição

Não se alterando a condição

E o que muda é a circunstância

Entre os séculos presentes e séculos ausentes…

A energia congratula-se ou revolve-se

Fazendo girar e gerar ideias

De pessoas que não sendo novas

São apenas repetições de outros tempos e de outras condições…

EU E O MUNDO

FACEBOOK FIRST!?!?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As tecnologias, roubam-nos os sentimentos!!

As emoções são caracterizadas por bonecos, de tal forma que, algo que poderia despoletar uma gargalhada, um abraço, um choro, uma discussão, uma caminhada, fica em modo, sofá, pipocas, coca-cola e um dedo sempre atento ao teclado, a  face no seu todo, como a conhecemos (e não o face),  já não é necessária.

Seguindo a teoria da evolução de Darwin, qualquer dia somos apenas, mãos andantes e olhos, porque todo o resto não será necessário (hahaha) …

Ainda assim, todos de uma ou outra forma, vamos contribuindo e escrevendo acerca do assunto, tentando alertar para um facto, que todos efectivamente fazemos, não deixa de ser irónico…

É um mundo novo, fabricado por medida, onde as medidas, cada vez mais se vão alargando, e já ninguém as controla, pois que, trocar um sofá, pipocas e coca-cola por um real encontro de pessoas, é uma tarefa hoje em dia, deveras impossível…

Fica a dica, e quem sabe um café, eu estarei por lá….

 

EU E O MUNDO

OLHARES DE MULHER

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não é um olhar como outro qualquer

Mas é um  olhar de mulher

Estas, que olham, imaginam, inventam e idealizam

Não se julgam, refletem e interiorizam…

Os olhares dizem muito da alma

Mormente não entendidos

Porque a essência está dentro

E dentro é um mundo sem fundo

Onde os olhares se aconchegam

Não gritam, adormecem e rejuvenescem

Enquanto a alma se abre ao infinito

Sonhando ilusões de assuntos e situações…

Assim são os olhares de mulheres

Que por dizerem muito, nada se compreendem

Ainda assim,

Olhando se avança, com laivos de suave esperança….

 

NÓS AS MULHERES

 

SECA SEVERA…

 

 

 

 

 

 

 

Hoje foi também notícia de abertura (RTP) a seca severa,  que estamos a atravessar em Portugal…

Como tal, o nosso (des) governo, vai tomar medidas contundentes contra este problema, sendo que, as principais medidas são, e passo a citar:

” Não lavar carros

Não lavar passeios

Não regar zonas verdes

Não vai haver cortes  no que concerne à água para beber”

É de mim, ou isto tem algo de tremendamente ridículo?

1- Gostava de saber quem vai controlar as lavagens de carros, passeios e zonas verdes…

2 – Gostava que alguém me esclarecesse, se as zonas verdes são, ou não são prioritárias, porque para mim, não existe dúvida alguma….

Estamos a falar de seres vivos, tão ou mais importantes que todo o resto, mas, se chegamos a este cúmulo , é porque a água para consumo próprio, está mesmo em causa, já que, esta medida talvez se aplique, quando já existe desespero 😩…

Ora, lavar carros e passeios, é um autêntico absurdo, como puxar águas sanitárias, vezes demais  também o é, contudo , isto ninguém controla, e deveria partir da consciência de cada um, a chamada  tal educação,  e valores, esses sim, em desaparecimento severo…

Deixar de regar as zonas verdes? Pasmem-se, ou antes, estou pasmada, pois os meus espaços verdes, vão continuar bem verdes no que de mim depender, já que todos, de uma ou outra forma, dependemos deles mesmo…

Parece que anda tudo tolo no nosso (dez)governo, ele é com cada injecção , e tudo porque têm memória curta, e esquecem-se de actuar na causa…

EDUCAÇÃO meus senhores, e, deveria começar em vocês mesmos, nos de cima, esses que deveriam dar o exemplo, e que estão constantemente a borrar a pintura, haja santa paciência para tanta verborreia mental…

Demitam-se, estariamos bem melhor ao Deus dará…

EU A A POLÍTICA

 

SOLIDARIEDADE ?!?!?!?!!?

 

IMG_0476

É um facto , que e de facto devemos ser solidários, não só em Portugal mas em todo o canto do planeta…

Porém, quem mais deveria ser “solidário”, por serem portadores dos nossos impostos, “demitem-se” das funções, e ficam a assistir de camarote à solidariedade alheia, que, para além de contribuírem para todos que dela necessitam, ainda contribuem para engordar  o nosso  (des)governo  que  por eles nada fazem, mas fazem muito bem, a gestão do que lá cai…

Todos os dias assistimos  aos nossos “ilustres”, a serem constituídos arguidos, por isto ou aquilo, de algo que fizeram para  beneficio próprio ou do compadrio, mas,  sentenças ficam na gaveta, tal a complexidade de provar o que quer que seja, nestas situações…

Mas Portugal, é sui generis  neste aspecto, porque contribui como nenhum outro, e, quem está no “palanque” sabe perfeitamente como tudo isto funciona, e vale-se dessa emotividade e disponibilidade…

Os que nos (des)governam deveriam ter vergonha nas trombas, sem desprimor para os Elefantes…

Isto tudo para dizer o quê?

Que quando abordados, até telefonicamente, quem está do lado de lá da linha, fazem-nos sentir culpados porque não contribuímos como pedem, e fica a deixa para contribuir como podemos, como se isso fosse uma obrigação, deveras obrigatória,  por força de imensos pedidos de  solidariedade esquizofrénica, e,  nestes casos convenhamos, basta ver as noticias, e nem está certo nem errado, pois é o resultado de pessoas que sentem e vêm,  mas quem (co)manda, vale-se disto mesmo, afinal o Povo Português é de brandos costumes, e de solidariedade assolapada, quando a isso são “chamados”, portanto a tarefa para (des)governantes, está por demais facilitada, podendo assim fazer mais um encaixe financeiro…

Assim  segue Portugal, onde todos roubam e ninguém leva a mal, até que um dia se zanguem as comadres , se saibam as parcas verdades, a culpa morra solteira, num Portugal, para alguns, feito à maneira…

EU E O MUNDO

 

 

TAL E QUAL…

 

 

 

 

 

 

 

 

Pessoas especiais, são pessoas originais
Diferenciam-se por não serem mais iguais
Nem está certo nem está errado
Apenas em modo desencontrado
Com o politicamente estipulado …
Não são boas, nem são más
São apenas especiais
Por não serem mais iguais
Não  têm medo das palavras
Tratam-nas tal e qual elas são
E se um “S” é de Sim, um “N” também é de Não
Fará talvez confusão
Mas é simples e prático
Não confunde, não ilude, e são tais e quais
Por isso são tão especiais
Nem sempre estão certas, nem sempre estão erradas
Mas se assumem pelo que dizem e fazem
Sem medo de julgamentos e pre conceitos
E assim são as pessoas especiais
Todas aquelas que não são mais iguais…

EU E O MUNDO

ESCREVER!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

Continuarei a escrever

Mesmo que ninguém vá ler…

A escrita é forma avançada, de falar e estar calada…

Dizer mais do que se pensa, e pensar sem dizer nada…

Escrever o que apetece, e o ausente  acontece

Sem que outro se sobreponha fazendo a conversa enfadonha…

É reunir com a imaginação

Falar com a mão,

Poder dizer sim, e ao mesmo tempo não

E, não fazer de conta que o que conta é ilusão…

E assim vou continuar a escrever

Sendo certo que ninguém vai ler…

Fica a alma, a razão e a única sensação

De poder agir certo,  mesmo que possa não te razão…

EU E O MUNDO

IDIOTA…

 

 

 

 

 

Perguntaram-me de onde eu venho
Respondi que venho de longínquas paragens
Onde os rios não têm margens
O sol descobre o vento, senta-se no tempo
Espera pela lua, e saiem lado a lado
Deixando tudo descontrolado…
É de lá que eu venho
Onde as coisas raras acontecem
Mas eu sou assim
Vejo e digo parvoíces sem fim
Não tem qualquer problema
A vida é um pequeno esquema
Onde todos nos enquadramos
Como se fizéssemos parte de nada
Pois que os rios com margens
Tempo contado
Sol enevoado
Lua cheia, vazia ou minguante
São realidades formatadas
Por mentes quadradas
Que só vem o que é suposto ver
E não o que está acontecer…
Mas, nem está certo, nem está errado
Eu é que moro em modo desenquadrado
Portanto não me perguntem de onde venho
Porque a resposta é idiota
É apenas mais um facto

Do que nem está certo nem está errado…

VERBORREIAS MENTAIS

28/06/2017

 

AUSENTE…

 

 

 

 

 

 

Onde é que ela está
Verdadeiramente a sua essência fica ausente
Mas está lá,
Apenas não ouve nem vê, como convém, a quem a tem
Vai por aí fora, não dando conta
Porque o que conta é mais do que o que vêem
O que ouve é mais alto do que o que dizem
Então, por vezes não sabem onde ela está
Mas está lá,
Ausente para quem não sente
Fisicamente para quem não a tem
E no final
Ela é comum
Sempre no lugar certo na hora certa
Fazendo assertivamente
De um modo inteligente
O que sua Alma quer e sente…
Depois vem a vida comum
Onde fingir é imperativo
Para fazer de conta, que o que não conta, tem sentido…

EU E O MUNDO

NEM CERTO, NEM…

 

 

 

 

 

 

Nada está certo  nada está errado,

É tudo apenas facto.

E, se bem fundamentado, errado vira certo e certo vira errado,

O que diferencia é evidentemente  o facto.

O facto, é o que constatamos como diferenciador ocasional entre um e outro

Quando a circunstancia muda

Tudo muda de figura

E, nem está certo, nem errado, é tudo uma questão de  facto

 

FACTUALIDADES