SISTEMATICAMENTE…

É o tempo que passa,

A vida que corre,

A gente que se faz ausente

É a  vida intensamente…

Quando dou por mim, já é outro dia

A vida aconteceu

A gente deambulou

A vida se intensificou…

É o tempo que passa, sem marca

A vida que vivemos sem graça

As pessoas iludidas com teorias vazias

É a vida que corre, com gente ausente

Sistematicamente….

OS ANOS LOUCOS

TOCAR A ALMA…

Já perdi a noção de quantas pessoas me tocaram,

Me abraçaram…

Me pegaram na mão…

Me acalentaram…

Me beijaram…

De facto, já perdi a noção de quantas pessoas são…

Mas, sei o nome de cada uma que tocou a minha alma

Que me abraçou, mesmo não sabendo onde estive ou estou…

Ainda sinto o toque nas mãos, das que me elevaram

Das que me acalentaram

Ainda sinto no rosto, a saudade de um beijo dado, sem a pessoa ao meu lado…

De facto,  perco a noção de quem não me toca o coração…

E lembro para sempre as  pessoas de alma grande, presentes, mesmo que  ausentes!…

Tocar a nossa alma é o mais sublime que podemos sentir

Mesmo não tendo a noção, das que presentes, nos dão a mão….

OS ANOS LOUCOS

UNIVERSO NO LUGAR CERTO…

Eu sei, é sempre o mesmo Sol e até a mesma Lua, lá no cimo bem pequenina mas, o dia é sempre o de hoje, aqui e agora, o que muda é a perspectiva de quem tira a fotografia…
Quase sempre as mesmas cores, a mesma calma, o mesmo universo, portanto, mais um dia no lugar certo …
Como parar é morrer, todos os dias certificar-me-ei que estou aqui, fotografo o que vejo e o que vi …
Jamais me cansarei de o contemplar e ele, esperará até que a noite por fim, cairá …🌞🌞💫💫

💫🍀🌞🎋🌿🌞 #bluesky #blue #sky #skyphotography #sunsetphotography #seaview #birds #birds_nature #sunset #birds_bees_flowers_n_trees #walking #natureza #nature_perfection #nature_of_our_world #photooftheday #photos #photoofday #view #views😍 #calm #calme #amazing #amazing_captures #amazing_pictures #picturesoftheday #sunnyday #sunshine #sunnyday #sunday

EL AMOR…

“El amor, es una gota de agua en un cristal
Es un paseo largo sin hablar
Es una fruta para dos
El amor, es un espacio donde no hay lugar
Para otra cosa que no sea amar
Es algo entre tu y yo
El amor es llorar cuando nos dice adios
El amor es soñar oyendo una cancion
El amor es besar poniendo en corazon
Es perdonarme tu y
Comprenderte yo
El amor es parar el tiempo en un reloj
El amor es buscar donde escuchar tu voz
El amor es crear un mundo entre los dos
Es perdoname tu y
Comprenderte yo”

NÓS E O TEMPO…

Entre a Lua, o nascer do Sol e o pôr do Sol, há um intervalo onde eu existo, neste que é o nosso sítio…
Não adianta guerrear, contrapor, contra argumentar, rodearmos-nos de coisas fúteis porque, no dia seguinte será igual, a escolha é sempre nossa, e de como queremos entender tudo…
As pessoas mudam, nós mudamos, tudo anda em contra ciclo, mas, neste nosso sitio, o equilíbrio mora desde o anoitecer até ao entardecer, o que sobra, é nada, e nada é onde nos afogamos por causa do que não necessitamos …

OS ANOS LOUCOS

A CONTAS GOTAS …

17517240-B985-473A-A8F4-1DF2C7D2ED85

O tempo vai passando a conta  gotas

Umas maiores e outras nem tanto…

Deixam-se cair por terra e pelo ar


Como forma de se esvaziar

Fazem de nós seus reféns

Da forma que lhes convém

Nós, nada podemos fazer

Não controlamos este esvaziamento

Do tempo

De nada nem de ninguém

Pensamos que tudo sabemos e nada fazemos

E o tempo vai passando

As gotas se vão contando

Quando damos por ela, o tempo partiu

Olhamos uns para os outros

O que é certo, é que ninguém o permitiu

Mas ele a conta gotas, fugiu e ninguém o viu…

OS ANOS LOUCOS

ENGANAR O TEMPO!

 

Não irei de novo com o vento, no tempo…

Quero-o bem distante de mim, assim…

Assim, é como eu quero que seja

Sem horas marcadas

Sem dias contados

Sem nada de nada

Ignorância guardada

Para não dar lhe dar nenhuns pretextos

Pois  de mim o tempo nada sabe , nada faz…

E vai continuar assim, bem distante de mim…

Talvez eu o faça entender que o tempo não está a acontecer…

OS ANOS LOUCOS

O AMOR…

Ai esse amor que nos coloca fora de pé

Que não nos dá tréguas

Que nos estremece

Enquanto o tempo acontece…

E acontecendo o amor nos vai fazendo

Todos os dias mais um pouco, e aos poucos

Saltamos sem medo enquanto ele se faz segredo…

Vivemos à toa, ou desnorteados

Atribuindo culpas e culpados ao amor que não encontramos…

Quando distraídos o amor em nós poisa

Entra, deixa marcas, vai e regressa

E nunca tem pressa…

OS ANOS LOUCOS

 

DEPOIS DO SOL POENTE…

Fico parada olhando o sol poente

Escaldante e sereno como sempre…

Enigmático, simples, potente e omnipresente…

Todos os dias nos oferece a beleza do infinito

Presenteando-nos neste nosso belo sitio…

De passos lentos se vai embora

Devolvendo-nos a noite serena

Depois do sol poente sempre regressa a Lua ausente

E para lá de tudo isto

Fica sempre o mistério do infinito!…

OS ANOS LOUCOS