FELIZ NATAL…

Olho através da vidraça,

O tempo que corre e que passa

A gente que fica e que vai

As horas que se  somam e que se subtrai

Dias cansados atribulados

Que não levam a nenhum dos lados…

São assim os dias antes Natal

Que ninguém leva a mal

Mas eu não corroboro

Então aguardo pacientemente

Que a passagem se faça rapidamente

Feliz Natal

TEMPESTADE PERFEITA (QUASE)!…

Hoje começa o inverno!

Hoje é dia mais curto do ano!

Hoje Júpiter e saturno, vão-se alinhar (última vez ocorreu na era medieval)

Hoje, temos uma nova variante do vírus (dizem eles)!

Hoje, em Portugal está a chover, aliás já esta a chover há mais de um mês!

Hoje, começamos uma nova estação, pelo sim e pelo não, vamos acreditar que tudo isto vai passar!

Vários ingredientes para uma tempestade perfeita, vamos pensar positivo para a natureza nos ajudar também, afinal, da Terra mãe se trata, a casa de todos nós!

OS ANOS LOUCOS DO SEC XXI

IMPERATIVO!…

Não sou céptica, mas também sou racional …

Diziam que íamos ficar todos bem…

Não, não é verdade, os que partiram já se livraram

Os que ficaram, terão que viver com este pesadelo, com ou sem medo!

Mais novos dias virão, como novos vírus aparecerão

Ouvi dizer que era devido ao mau trato que dávamos à terra mãe

Passamos das marcas

Agora somos marcados, testados, enjaulados, esfomeados, desempregados…

Vem mais uma corrente de mau agoiro

Quem quer acredita, quem não quer, facilita…

2020 diz, atrás de mim virá, quem de mim bom fará

Parece-nos que assim será

Não queremos acreditar mas, é mais que certo que se irá passar…

Estamos exaustos, mas ainda temos que comer, que beber e até que trabalhar

Por isso,

Esgote toda a felicidade que tem

Não importa por quem

Apenas esgote

Doe-se o mais que puder

Não vai ficar tudo bem, aliás , já está tudo mal

Medite pelo planeta , se não fizer bem, mal também não fará a ninguém …

Pode ser que haja um milagre !

OS ANOS LOUCOS DO SÉCULO XXI

ESTE SILÊNCIO CALADO!…

Refugiamos -nos na natureza para ouvir melhor o silêncio e este tempo…

Agora, com horas marcadas, delapidadas, usadas e cansadas, subtraindo as mais usadas…

O silêncio está lá, sozinho, sem gente, sem ruídos, está num estado natural, num silêncio total!…

Esperamos outros dias, outros silêncios em outros tempos…

Até lá, damos forçosamente lugar ao universo, ao seu silêncio completo, onde os humanos já não fazem parte, aguardam que o tempo que inventaram, corra a favor do que desejam, e mesmo assim, desnorteados por tantos silêncios calados !

Estejamos atentos a este silêncio, que é de ouro, paz e sossego, ao mesmo tempo, desassossegado, intenso e sereno…

OS ANOS LOUCOS DO SÉCULO XXI

EU SOU DIFERENTE…

Este ano, eventualmente será diferente!

Eu sou diferente de toda a gente

Nem melhor nem pior apenas diferente

E por isso amo a vida de forma intensamente

Os anos para mim nunca são novos

Nem os que vão, nunca serão  velhos

Para mim é um continuum marcante

De dias que nunca são iguais, e de pessoas fundamentais

Nunca quero deixar o ano antigo partir

Por vezes fico agarrada a ele,  como se dependesse de mim

A sua permanêcia na minha vivência…

Mas  muda, e muda sempre para diferente

Nem melhor nem pior, apenas  diferente

Esse diferente gostoso por saber que ele é novo

Mas sem nunca me deixar esquecer  o que passou

Que para mim sempre ficará e ficou

É um continuum 

Talvez por eu ser diferente de toda a gente mas nem melhor nem pior

Apenas diferente…

EU E O MUNDO

View original post

CITAÇÕES

“O mal existe porque pessoas de bem não fazem nada”

“O amor é paciente”

“O Silêncio é de ouro paz e sossego, desassossegado intenso e sereno”

“Julgam-nos pelo que são, como isso fosse o que somos, e o que na verdade somos, é com toda a certeza tudo aquilo que o não são”

“É a força das palavras em movimento, movimentando angustia, emoção e sentimento, tudo dentro do meu Silêncio”

OS ANOS LOUCOS DO SEC XXI

“ESTA” SOU EU!…

“Esta” sou Eu!

Simples, sofisticada, terna e por vezes áspera!…

Sou o que de mim fizeram…

Eu sem saber, deixei fazer!…

Levamos uma vida a ser formatados

Sem darmos conta, ficamos alienados!…

Quando tomamos consciência

Damos conta que somos um número!

Que somos apenas mais um número…

Para fazer parte de uma qualquer estatística

Que nem sequer é realista!

Mas “Esta”, sou Eu!

Que pelo sim e pelo não vai resistindo à formatação!…

OS ANOS LOUCOA DO SEC XXI

ASSUNTOS SEM NEXO, ERRADO OU CERTO?

O que diferencia os homens das mulheres, à primeira vista?

Basicamente falando, desde logo, a fisiologia e depois, a indumentária!

Se num homem tudo é prático e objetivo, já na mulher tudo é mais rebuscado, tanto e tão pouco (dependendo da mulher) que muitas vezes se confunde o parecer com o ser!

Quando avistamos um homem ou uma mulher, o que primeiro se nos apresenta, é a indumentária, essa, que revela o género que está dentro dela (ainda que nos dias de hoje não seja tão linear), se houver convivência, revela-se então o que é mais subjetivo, o ser, a essência, o caracter, etc, mas,  até lá, existe uma meta a ultrapassar que se chama indumentária, que muitas veze, funde e confunde quem dentro dela está, deixando muitas vezes quem olha um pouco (ou muito) baralhado(a)!

Poderíamos andar todos vestidos de igual forma, ou até mesmo andar nus, porém, as normas não o permitem, temos que conviver em sociedade, essa que nos molda conforme entende!

Este teorema torna-se mais ou menos complexo, tendo em conta o quão rebuscado é a indumentária, tornando o processo da evidência obscuro e muitas vezes falseado!

Nós somos assim, produtos de heranças culturais, produtos de uma sociedade de consumo, produtos pré fabricados que são na sua maioria enganadores para quem veste a ”pele” rebuscada, e, o que á primeira vista seria de simples interpretação, carece de uma maior observação e convivência para aferir o que está “dentro”, e, é este dilema que nos transporta para múltiplas facetas enganadoras!

OS ANOS LOUCOS DO SEC XXI

OLHAR DE CIMA !…

Queria estar longe do mundo

Olhar de cima, para o seu fundo

Pois o seu fundo, é um imenso armazém

De todos e de ninguém!

Lá encontra-se um pouco de tudo

Passado, presente e futuro…

Assuntos de outras eras, outras gentes

Outras cidades e outras realidades!

Seria maravilhoso ordenar-lhe para parar

Para nos deixar respirar

Podendo assim, continuar nossa caminhada

Por esta ou por aquela calçada

Livre de tudo e de todos que nos aborrecem

Que não nos esclarecem

Que não estão no mesmo alinhamento

E assim seguimos já sem discernimento…

O de saber e não poder

O de poder e nada fazer…

Estamos encurralados nos próprios movimentos

Por nós, por vós e por eles

E assim seguimos já quase sem esperança

Porque até ela, já está cansada de tanta palhaçada!

OS ANOS LOUCOS DO SEC XXI

ESTES ANOS LOUCOS DO SEC XXI!…

Estão todos pedir, porque estamos todos a tinir!

Fomos apanhados no meio de furacão, de um grau ainda não inventado, por isso mesmo, anda cada um para seu lado!

Eu também quero que o governo (que detesto) me ajude, mas, os euros são parcos, dizem, por isso não chega para todos!

Não fosse o facto de serem tão esbanjados, ao longo de décadas, em bancos, TAP, agora também redes bilionárias de 5G, etc, que não podemos, nem mesmo eles podem controlar, porque estão todos enterrados até ao pescoço de favores, haveria com toda a certeza, apoios (E NÃO EMPRESTIMOS)para todas as empresas, e famílias!…

Mas, não é de famílias e empresas comuns (as que pagam os impostos) que se trata, mas sim, da jogos de poder, onde o mais fraco, vai novamente comer o pão que o diabo amassou, disso estejamos certos!

E no final, seremos mais uma vez, as cobaias de uma elite global que cada vez mais se faz presente!

OS ANOS LOUCOS DO SEC XXI