Estamos plenos de tanta coisa fútil
Que a futilidade já virou normalidade.
E assim rumamos
Indignados e outros calados…
Querem lá saber
Porque saber implica fazer
E como fazer dá trabalho
Viva a futilidade
A rainha da normalidade…
Tantas coisas erradas
E outras tão poucas acertadas…
Tanta escrita bonita
Que nada diz e tudo que diz já ninguém acredita …

EU E OS OUTROS

Anúncios