Ela parece um tanto doida, parece que não diz coisa com coisa

Parece que vive alienada, que não diz nada com nada

Faz de conta que percebe que entende e  até compreeende

Mas em verdade, ela é diferente

Por isso poucos a entendem

Quem gosta dela, gosta de verdade, ninguém a gosta  pela metade

Ela é peixe ou carne , preto ou branco, dia ou noite

Jamais será nim, apenas porque sim

É expontânea jenuina, funde confunde mas não ilude

Nao se ajusta, nem fala meias palavras

Ela é assim deste jeito parecendo meio doida

Parecendo  não dizer, coisa com coisa

Quem a souber ler, vai perfeitamente entender

Porque ela é assim, diz o que tem a dizer

Nunca se arrependeu, nem se vai arrepender

Aconteça o que acontecer, ela será sempre assim

Simples curta e directa, dizendo sempre a coisa mais certa…

EU E OS OUTROS

 

 

Anúncios