De facto, já não interessa nada, do que dizem ou do que fazem…

De facto, nada importa se os outros não entendem…

De facto, sou eu mesma sem tirar nem por, por isso mesmo, de facto não se passa nada, quando o nada não se valoriza ou não se simpatiza…

A vida é plena de factos, e de facto resume-se a pouco, esse pouco que transborda e sai pela porta fora, sem saber do hoje do amanhã e do que  virá…

Somos seres interessantes e bizarros, satisfeitos e impacientes, queremos agora e não esperamos, e o que de facto importa, então, “roubamos”…

Com isso fazemos, dizemos, acontecemos, saltamos, choramos , brincamos, mas, não somos reais, isso é um facto que com certeza não valorizamos, por isso andamos sempre nisto…

EU E O MUNDO

Anúncios