Por fim regressei
De onde nunca devia ter saído
A vida cá fora é bem diferente
Não apetece ficar nunca mais neste lugar
Regressar foi fantástico
Cruzei-me com meio mundo
Repleto de incerteza
Pessoas sem alma
Acalentadas por desespero
Ficam inertes
Com o passar da Madrugada
Aguardam a noite cerrada
É melhor do que a alvorada
Faz-se a festa
Sem mim, sem ti sem nós
Nem precisa
Pessoas vazias de vida
Cheias de amargura
Festejam o que não interessa
Escondem-se da realidade
E festejam por necessidade
Regressei daquele lugar
Que não mais quero encontrar
Mas se for de minha vontade
Lá irei novamente
Nem que seja para constatar
Que o regresso não é para ficar…
De volta a casa
Nem tento explicar
Porque ninguém acreditaria
Que eu estive lá um dia
Que vi, vivi, e venci
Mas por aqui me perdi…
Até quando eu quiser
Porque este é o caminho
Destinado ao topo
Nem sempre será bom
Mas nem sempre tão mau
Sou terrena aqui estou
Sabendo certo que sei onde vou…

AC 27/01/2014

Anúncios