20140223-072402.jpgVou falar da vida que agora acordou
Despertar em segredo nesta manha de gelo

Abrir a janela e juntar-me com ela
Saltar e poisar na relva
Sentir a terra e o ar e ali ficar

Ouvir cada chilrear que ela tem para me dar
Estar atenta , caminhar e ate dançar

Sentir o orvalho das folhas
Enbebedar-me com os aromas
Respirar com todas elas
Apurar os sentidos
E sintonizar-me
Este é meu despertar
Nesta manha de gelo
Não vou ficar aqui
A pensar no que não vi
Vou saltar janela fora
E fazer durar esta hora

22/02/2014. Albertina CorreiA

Anúncios