mascara_largeMuitas vezes, pensamos que já vimos, já ouvimos, já sentimos tudo e que mais nada nos irá surpreender…

Mas eis que muda a circunstancia, ou simplesmente o tempo, e podemos ouvir, ver, sentir, o que alguma vez  sequer pudéssemos  imaginar…

A vivência tem destas coisas,  “atiramos pedras” , julgamos, sem saber a circunstancia do outro, pois que como normalmente se diz, principalmente nessas frases lamechas, que por detrás de uma pessoa que agride esta alguém que sofre bastante, no entanto esquece mo-nos do oposto, que atrás de uma pessoa que sorri, pode estar alguém que já sofreu demais sem que ninguém desse conta….

Como esta segunda é mais invulgar, tende-se a não dar a devida atenção, porque também esta, requer muito mais sensibilidade, porque descobrir atrás de um grande sorriso, uma grande vivência de amargura, medo, terror parece surreal e quase impensável…

Comummente gastamos nossas energias, tentando colocar sorrisos na face de quem sofre, mas decerto essas pessoas ainda não estão preparadas para sorrir com alma, com coração,  mas sim focadas para fazerem o sofrimento dos outros ainda que por vezes inconscientemente…

É preciso quase renascer das cinzas, para lutar e seguir em frente, quando para trás ficou muita gente, que fez teve vidas infernais,  mas se essas pessoas sorriem, ninguém gasta o tempo a compreender o sorriso dos lábios em contra ponto com olhos que gritam…

Mas , a vida é assim mesmo… somos pessoas e como tal erramos constantemente, há que aprender com os erros, ainda que esses erros em outras circunstancias possam ser as soluções, sabedoria precisa-se para filtrar todos estes mistérios do “viver”…

Albertina Correia

Anúncios