LIBERDADE SEM NEXO

Pois é, e vao 40 anos de uma liberdade sem nexo
Era na altura em que tudo parecia que ia florir
A liberdade foi entregue, so para te fazer sorrir

Nunca nada vai ser como antes
Liberdade assassina
O que gerou de bom
Ficou aquem da maldade que cosquistou

Ninguem pode ter liberdade sem estar liberto
Nao podemos ir por aí destribuido uma flor
Como se nao houvesse dor

Mais liberdade, mais respnsabilidade
Assim deveria ter sido e nao foi
Cada um virou-se para si mesmo
Os mais bem posicionados
Trataram de nos por calados

Fizeram e desfizeram
Deram e tiram
Estavas distraido e ficaste calado
Agora somos flores e cravos sem vasos
Sem eira nem beira

Mas com uma liberdade camuflada
Disfarçada de revolucao
Cujo motivo era fazer evoluir a naçao

O “ensaio sobre a cegueira” nunca teve tanto sentido
Num portugal para la de perdido
Onde cada um um andou distraido
A brincar de liberdade
Enquanto poderosos contruiam a sua grade

Agora todos querem libertar-se da liberdade
Ate apagar historias se possivel fosse
Nao, a liberdade esta dentro de ti e dos teus valores
Vai por ai e colhe a tal flor
Mas nao entregues ao teu redor
Planta no teu jardim
Trata com urgulho e amor
E ai sim, terás uma nova flor
A tua flor
A tua liberdade
A tua vontade
Sem atropelar o vizinho
Pois que “o mal vem sempre pelo mesmo caminho”

Nao queiras plantar nos jardins alheios
Isso é invadir a liberdade do outro
Olha para ti
Olha por ti
Olha a tua flor
Arranca o odio
E rega com amor

A liberdade é um direito
Faz dela teu predicado e teu sujeito
E nao te sujeites À liberdade implantada
Por uma corja que deveria estar arrasada

Mas mesmo assim
Vivam as flores
E viva o teu jardim
Planta mais responsabilidade
E teras a tua liberdade…

Anúncios