DE MAO DADA

Guarda-me no coração

Leva-me pela tua mão

Ensina-me o novo caminho

Não me deixes aqui parada

Neste meio que é, nada

Não quero ficar

Preciso partir para um novo lugar

Onde não exista

Nada do aqui fica

Vamos depressa, leva-me

O mundo agora é na outra margem

Não preciso mais ficar aqui

Do outro lado a vida sorri

O que havia para viver aqui

Eu já vivi

Agora vou mais leve

Levemente pela tua mão

Deixando para trás

O que já falta de nada me faz

Agora somos nós

De mão na mão

Até uma nova estação…

(estados de alma)

21/11/2014

Albertina Correia

Anúncios