IMG_3595

A cor do meu mar

Tem a cor que eu lhe quiser dar

Pode ser esverdeado ou acinzentado

Por ondas e marés

Derrama-se sempre a meus pés

Vem de longe, até mim

Enrolando na areia, a cores de sua odisseia

Por vezes são prata e outras mata

Guarda segredos da lua

Reflecte o sol com ternura

Por isso  maior parte do tempo é ouro

E da cor que eu quiser que seja

Afinal a cor do mar

Terá sempre a cor que eu lhe quiser dar

E pode ser mesmo a dele

Ou apenas a do meu olhar

E são assim as cores do meu MAR

Mar-à-tona

Albertina Correia

Anúncios