siria1
 
P1010226
Eu queira dizer tanta coisa bonita
Mas EU não consigo…
 
Sou inundada de mails que cumprem calendário
De gente que andou sempre ao contrário…
 
Ainda assim, EU queria dizer tanta coisa linda
Mas não, não consigo
Carrego comigo vazio
De gente que já não está comigo…
 
Foram embora deste mundo
Por culpa de abutres
Que sem piedade aniquilam a verdade
Nos fazendo crer que estão certos
E nós, gritamos esperneamos
Mas das suas correntes não nos livramos…
 
É aquele menino de camisola vermelha
Deitado sem vida na areia
Cada mãe desesperada
Que não consegue fazer mais nada…
 
Aquele avião que com ou sem razão
Se espatifou mo meio daquele chão…
 
Crianças aflitas
Não sabendo sequer o que é natal
E EU queria dizer tanta coisa bonita
E não sai mesmo nada…
 
Porém é Natal
Não posso ficar indiferente
E desejo tudo de bom a toda a gente
Que seja então a mudança
Para que Natal possa ser, sempre que nos apetecer…
 
“Palavras em desalinho”

 

Anúncios