“A partir destas medições, os cientistas calcularam a taxa de expansão do universo, conhecida como a constante de Hubble, com o valor de 73,2 quilómetros por segundo por megaparsec (um megaparsec equivale a 3,26 milhões de anos-luz).

Este novo valor significa que a distância entre os objetos cósmicos vai duplicar nos próximos 9,8 mil milhões de anos.

NASA, ESA e A. Reiss (STScI/JHU)

Esta imagem captada pelo Hubble mostra a UGC 9391, uma das galáxias usadas no estudo que refinou a medição da velocidade de expansão do Universo

Esta imagem captada pelo Hubble mostra a UGC 9391, uma das galáxias usadas no estudo que refinou a medição da velocidade de expansão do Universo

A equipa tem uma série de teorias para o excesso de velocidade do universo. Uma possibilidade é que a energia escura pode estar a empurrar as galáxias para longe umas da outras com uma força crescente denominada energia escura fantasma.

Outra ideia é que o cosmos conteria uma partícula subatómica na sua história primitiva que viajou perto da velocidade da luz e afetou a taxa de expansão. Estas partículas rápidas são referidas coletivamente como radiação escura e incluem partículas já conhecidas, como os neutrinos.

O impulso na aceleração também pode significar que a matéria escura possui algumas características estranhas e inesperadas, o que pode dizer aos astrónomos que a teoria da gravidade de Einstein é incompleta.

Embora seja improvável que afete o futuro próximo da Humanidade, Tucker diz que os diferentes cenários poderiam ter sérias repercussões para o universo.

“Se a aceleração não for muito rápida, o Universo vai arrefecer enquanto expande, resultando num grande congelamento”, descreve.

“Mas se o universo não conseguir aguentar a sua própria aceleração, haverá um grande rasgão. O Universo vai literalmente rasgar-se a meio, o que seria incrível”.

HypeScience

AFINAL O QUE O HOMEM SABE  É NADA, E NADA É ONDE ELE SE AFOGA, E, NOS SUFOCA COM TEORIAS E MENTES SUPOSTAMENTE CHEIAS , MAS DE FACTO COMPLETAMENTE VAZIAS…

ALGUÉM SE ATREVE A FAZER SEMELHANTE CONTA, TENDO EM CONTA QUE UM ANO LUZ (na contas deste senhores )” equivale aproximadamente a 9.461.000.000.000 quilômetros”  a multiplicar por estes valores , bem façam as contas kkkkkk (com o valor de 73,2 quilómetros por segundo por megaparsec (um megaparsec equivale a 3,26 milhões de anos-luz))!!!!!! EU SEI, EU SEI, SÃO INSTRUMENTOS ESPECÍFICOS, DEVEM SER SÃO ESPECÍFICOS COMO A CERTEZA QUE TÊM DO QUE DIZEM, QUE NÃO É CERTEZA NENHUMA, PENAS ESPECULAÇÕES E PREMONIÇÕES DO QUE PENSAM SER A SUA VERDADE OU SUAS RAZÕES, MAS OK VAMOS ANDANDO PODE SER QUE O ANO DE LUZ SEJA MESMO AQUI AO LADO, ERA GIRO

VERBORREIAS MINHAS, PORÉM FICA A CONTA PARA FAZER

1 ANO ESTÁ PARA ——————-9.461.000.000.000

3,26 MILHÕES DE ANOS LUZ——-X

X = 9.461.000.000.000 x 3,26 milhões (gente milhões) a dividir por 1???? ou estou atrofiada mesmo kkk são quantos km mesmo?

É MELHOR DEIXAR PARA OS “ILUMINADOS”, MAS ESTÁ BEM DÁ PARA PERCEBER O CONCEITO

hahahahah

Albertina Correia

 

Anúncios