preto

 

 

Muito do que se faz e diz, condiciona o que somos, e como somos…

A cultura tem um peso, que  descarregá-lo não é para todos, e demora tempo infinito, dependendo da ansiedade de cada uma(um)…

Assim, vamos vivendo, uma vezes lidando melhor com o facto outras nem tanto…

Muitas(os) nem sequer se importam com estas questões, até porque, o facto de nos assumirmos na integra, com o que consideramos nosso por direito,  acarreta consequências, para as quais temos que estar preparados , e,  isso não é para todas(os), e, nem todas(os) o querem, é que, por vezes até dá jeito…

Mas destas(es), não reza o meu artigo, escrevo para as (os) que se interessam mesmo, com estas “questões” do machismo e feminismo…

E, é assim , em simples comentários, podemos constatar , o quanto certas frases, de cariz machista,  têm o poder de irritar, quem delas não compactua, por exemplo:

Já quase todas(os), (se bem que a predominância, é mais no masculino)  ouviram aquela “maravilhosa“, frase, depois de apresentada a alguém:

-Tiveste muito bom gosto na escolha da amiga/ namorada/etc, ou

-Soubeste escolher bem, final tens bom gosto, ou

-Nunca pensei que conseguisses ter uma mulher desse calibre, ou etc etc etc…

E,  isto já é mau, imaginemos-nos a ouvir respostas do “dito sortudo(a)“tais como:

-Eu sei escolher, ou

-Tinhas duvidas das minhas capacidades?, ou

-Sei bem o que quero e do que gosto, ou etc etc etc

Estas frases, aparentemente ditas, sem qualquer significado de interpretação negativa, denota bem o quanto a nossa sociedade é machista, e limitada nas ideias, e ideais de pessoas, roça até o desrespeito pelo oposto…

Não ficaria melhor umas respostas do tipo:

-Ela de facto é uma grande mulher (ou homm), e, até bonita(o), ou o “pacote” completo, e eu (eles ou ela) até me  sinto um verdadeiro sortudo(a), pois que tive a sorte de um dia, ela ter olhado na minha direcção, e fiquei feliz por isso, ou

-Como sou uma pessoa de sorte, afinal pensei que não estaria ao meu alcance, mas de facto não é verdade, e o resultado está à vista, ter uma grande “pessoa” ao nosso lado…

Parece que esta forma de abordagem , fica melhor a todos, e, assim não nos fazem sentir como se fosse-mos animais para venda na feira, sendo que a compra parece que acontece apenas porque um assim decidiu ou assim quis, mas não é…

Como é machista a nossa sociedade, mas, quem sabe o que vale, sente, vive, ouve, está-se nas tintas , porque estas afirmações são afirmações de pessoas que se querem “impor” através de coisa nenhuma, mas pensado que são muita coisa…

EU E O MUNDO

Albertina Correia

Anúncios