preto

Reflectindo sobre a vida , a nossa vida, e sobre quem nos deveria gerir pelo menos , bem…

Somos submundos, dentro do universo, da sua casa, das empresas, etc, e da política…

Bem ou mal, gerimos a nossa casa, e para o bem ficamos contentes, para o mal, lá teremos que nos ajustar e tomar as devidas  medidas.

Nao temos que prestar contas aos que de nós dependem, porque como a palavra diz, são dependentes de, mas se todos os problemas fossem estes, estaríamos com eles resolvidos.

O mal está, porque o nosso submundo , depende de um outro submundo, e desse, apenas nos é imposto as contribuições, dependendo do gosto, da orientação política, a até da raiva que nutrem umas “cores” pelas outras…

Estraia tudo resolvido, se nas embrulhadas econômicas e políticas, os nossos submundos não sofressem com isso, acontece que, lá bem no topo, acham  que os submundos são imensos, que têm plantações de dinheiro, para com ele, pagar as vaidades, os desvarios, e a incompetência, que todos os dias morre e ressuscita solteira…

Pudera nós,  ter os nossos submundos de forma independente, e outros galos catariam no poleiro…

A gestão política, é feita de jogos, com os dados que são viciosamente lançados, onde nós, somos as moedas para eles jogarem, e ora estamos numas mãos , e ora estamos em outras, mas somos apenas peças substituíveis, para quem acumula riqueza  desmedida…

Perdi a esperança nestes “teres” humanos, já nada se pode fazer, os nossos mundos são  o alimento destes abutres, gerir para eles têm outra conotação, e justiça é subjectiva, ela não é cega, apenas é paga, para que fique cega…

O que não tem remédio, remediado está, e alguém se encarrega de administrar a dose certa no tempo certo, a isto se chama política de gestão individualista …

EU E MUNDO

 

Anúncios