albertina-preto-e-branco

O tempo vai passando, e nós com ele…

Relações interpessoais perfeitas, e, outras nem tanto…

Mas elas, as relações , as  que são “nem tanto”, são apenas o resultado do que não somos, não sabemos, acerca de nós e dos outros …

Com tal conclusão, inconscientemente arquivada, buscamos mil explicações para as “nem tanto”…

Viajamos por frases majestosas, e outras até pomposas, para dar força aos relacionemos interpessoais , que estão no tal modo “nem tanto”…

Precisariamos de frases, para justificar a incapacidade de perceber o outro?

Precisariamos de exemplos dos outros para justificar os nossos?

Não e não…Mas isso sou eu a dizer…

O foco não deveriam ser  os exemplos dos outros, as posturas dos outros, as opiniões dos outros e até as experiências dos outros, porque os outros não podem definir, o que vai em cada cabeça, muito menos na nossa…

Entao , acabamos a ler coisas de sentido, mas sem sentido…

Cada assunto teve um tempo, uma gente, uma época, e se algumas moram no tempo, outras há muito morreram…

As frases feitas, são apenas frases feitas, e quem as profere, não consegue ler mais além, porque está turvo de pensamentos , a emoção sobrepõe -se à razão, quando as duas deveriam andar de mão dada…

Até se entende, já que pensar dói, contudo, se fossemos ausentes de dor a vida seria dramática …

E  isto de facto, é o unico facto a ter em conta, porque o resultado fica por conta do acaso…

EU E O MUNDO

Anúncios