img_0033

Tenho sido sempre observadora de forma quase compulsiva…

Tenho escrito muito, desde sempre, de forma quase compulsiva…

Tudo isto, de tal forma, que por vezes, muitas, esbarro em papéis meus deixados aqui e ali, que de forma observadora desinteressada os encontro…

E assim, este me chegou de novo às mãos , e, quase  não conseguia decifrar  o que tinha escrito , papel amassado e letra atropelada, mas dizia o seguinte:

“O possível futuro, pode mudar decisões do possível passado”

É um pensamento arrasador, e para o decifrar é quase avassalador, pois senão vejamos:

Um possível futuro, porque desde logo não existe, mudar decisões de possível passado, também não existe porque já passou, e no presente escrevo coisas deste género, sem pés nem cabeça ….

Ou será que tem, afinal a vida não é um ciclo? Onde deveríamos apreender com o passado para não repetir no futuro?

Então  eu não posso imaginar um futuro? Tendo como base coisas do passado, assim mudar o depois, e ter opinião diferente sobre o que passou, para dar outro sentido à decisão tomada?

Pois, coisas sem pés nem cabeça, mas que na minha fazem todo o sentido …

EU E MUNDO

Anúncios