De uma ou outra forma o poder mora sempre sozinho.

Vive dia a dia, fingindo um mundo em sua volta, mas na volta, depara-se com a sua solitude .

Vive solitariamente, e a grande maioria, no meio de muita gente.

Ninguem espera, que o poder fracasse, que se gaste, que mude de mãos…

Ninguem espera, que o poder seja solitário, que viva pânico, que viva com medo…

Ninguem espera nada disto, porque disto ninguém quer, então, depositam no poder, o que não possuem, nem querem ter…

E lá fica o poder sozinho, disfarçado com muita gente, mas na hora de decisão, tudo se esfuma, e ele fica como sempre….Sózinho no meio de muita gente…

EU E O MUNDO

Anúncios