Quero ficar calada, mas

Amores e desamores não querem dizer mesmo nada…

Poetas contaram, contam e encantam

Com palavras e frases majestosas

Os encontros e desencontros

 

Que deles não sobra mais

E muitas vezes o mais

 

É exatamente mais nada…

 

Esta forma de expressar

Tudo o que passou e possa passar

Não é mais que a vida a desenrolar …

De tão cheia e vazia que está

Atrapalham-se nas palavras

Caiem nas armadilhas, dos escritos e escritas

Muitas vezes um pouco contidas

Por demais conter

Os amores e desamores

De outras vidas vividas…

 

 

Correia, A (2016); Silêncio da Chiado Editora

Deposito legal n 405888/16

Anúncios