As viagens são sempre salutares, sejam longe, perto, ou mesmo “dentro de casa”, o importante é viajar…

Quem não viaja, morre mais depressa, mesmo que, vivendo muitos anos.

Se pretender levantar voo, não importa  o destino, nem a companhia, o importante, é mesmo deixar a rotina…

E, deparamo-nos com grandes “bichos voadores”, que não sendo dos maiores, serão sempre grandes, onde cabem muitas pessoas, umas acompanhadas, outras solitariamente acompanhadas, e outras sozinhas, mas todos, “embrulhadas” na multidão…

Deambulam pelos cais de embarque, conversam, gargalham , e muitos estão simplesmente solitários.

Nunca um local, com tanta gente, se vê a olhos nus, solidões preocupações, vazios, e grande  farra…

Tem sempre tempo para apreciar esta diversidade, de pessoas, atitudes e emoções…

E assim seguem cada um seu destino, uns dormindo, outros lendo e outros apenas olhando as nuvens…

(Continua)

 

Anúncios