IMG_0476

É um facto , que e de facto devemos ser solidários, não só em Portugal mas em todo o canto do planeta…

Porém, quem mais deveria ser “solidário”, por serem portadores dos nossos impostos, “demitem-se” das funções, e ficam a assistir de camarote à solidariedade alheia, que, para além de contribuírem para todos que dela necessitam, ainda contribuem para engordar  o nosso  (des)governo  que  por eles nada fazem, mas fazem muito bem, a gestão do que lá cai…

Todos os dias assistimos  aos nossos “ilustres”, a serem constituídos arguidos, por isto ou aquilo, de algo que fizeram para  beneficio próprio ou do compadrio, mas,  sentenças ficam na gaveta, tal a complexidade de provar o que quer que seja, nestas situações…

Mas Portugal, é sui generis  neste aspecto, porque contribui como nenhum outro, e, quem está no “palanque” sabe perfeitamente como tudo isto funciona, e vale-se dessa emotividade e disponibilidade…

Os que nos (des)governam deveriam ter vergonha nas trombas, sem desprimor para os Elefantes…

Isto tudo para dizer o quê?

Que quando abordados, até telefonicamente, quem está do lado de lá da linha, fazem-nos sentir culpados porque não contribuímos como pedem, e fica a deixa para contribuir como podemos, como se isso fosse uma obrigação, deveras obrigatória,  por força de imensos pedidos de  solidariedade esquizofrénica, e,  nestes casos convenhamos, basta ver as noticias, e nem está certo nem errado, pois é o resultado de pessoas que sentem e vêm,  mas quem (co)manda, vale-se disto mesmo, afinal o Povo Português é de brandos costumes, e de solidariedade assolapada, quando a isso são “chamados”, portanto a tarefa para (des)governantes, está por demais facilitada, podendo assim fazer mais um encaixe financeiro…

Assim  segue Portugal, onde todos roubam e ninguém leva a mal, até que um dia se zanguem as comadres , se saibam as parcas verdades, a culpa morra solteira, num Portugal, para alguns, feito à maneira…

EU E O MUNDO

 

 

Anúncios