Estou acordada, sentada na cama

Olho o maravilhoso dia, o sol brilha

Os passaros cantam, e me interrogo

Porque tenho que trabalhar?

De fazer o mesmo que fiz ontem

Para supostamente a vida continuar?

Isto está tão errado

Fazer sempre o mesmo, ainda que o mesmo

Não esteja certo nem errado…

Nao se trata de vida justa ou injusta

Trata-se de vê-la passar estando sempre a trabalhar

Restam-alguns minutos pela manhã

Saborear o aroma fresco, o dia claro o Chilrear

Levantar-me

E

Toca outra vez a trabalhar…

Talvez amanhã  me surja uma ideia fantástica

Para já fica assim

Vou fresca com mais pedaços de mim

Vazia do que  não interessa

Mas plena,

Para não precisar viver com pressa…

EU E O MUNDO 🌎 

 

 

Anúncios