Hoje estamos aqui

E quando já não houver mais nada para acrescentar, iremos para outro lugar…

Mas, e quando não houver depois?

Ficaremos  com a  simples percepção, do que em nós sobreviver…

Não teremos mais razão, não queremos mais emoção

Na verdade não saberemos o que queremos…

Mas ainda estamos aqui

Pensamos no que já vivenciamos

Fazemos parte do passado,  do presente, sem pensar no futuro ausente…

Porque quando não houver depois,  logo se verá

Talvez o acordar seja então no tal lugar

Belas serão as paisagens, e as novas margens

Belos e intensos serão os tempos

As horas deixarão de o ser

Porque imperará uma melhor forma de viver

E mesmo que não haja depois

Alguma outra coisa haverá e viveremos para a vermos

E se tudo falhar, será porque chegou finalmente o vácuo,

O tal vazio sem fim

E um infinito interdito …

EU E O  MUNDO

 

Anúncios