Quando caírem os céus,

Não existirão, mais princesas nem plebeus…

Seremos todos mais iguais

Na dor, na solidariedade

E desaparecerá toda a vaidade…

Até lá, vamos vivendo num conto de fadas

Onde réis, rainhas e princesas

Parecem estar acima de qualquer mortal

Esses mesmos, que todos dias  lhes é levantada a moral…

Vivemos as suas vidas, fora de nós

Da realidade replecta de vaidade

Mas,  e se não fosse assim? Vazio? falta de sentido?

A iluminação é o caminho, que só acontece à beira do abismo…

EU E OS OUTROS

Anúncios