Não me sais da cabeça , muito menos do coração

Mas agora não.

Não me deixes sem fôlego, nem sem direção

Não entres na contramão

Não  me desarmes, nem me atires  ao chão

Não, agora não.

Ando cansada de não saber mais nada

Tenho a cabeça  replecta de tanta coisa

Que tanta é o tanto que ela me inquieta.

Por isso não me sais da cabeça, muito menos do coração,

Mas….. Agora não.

EU E OS OUTROS

Anúncios