As mãos que acariciam

Que percorrem cada pedaço de ti

Que colhem aquela flor

Que transmitem aquele calor

Que seguram a vida

E que fazem parte de mim

Sao as mesmas que trabalham

Que limpam as lagrimas

Que se fundem com o rosto

Encobrindo a dor

De não amar de não sorrir 

São as mesmas 

Que tocam no teu olhar

Que por vezes te fazem sonhar

Esquecendo o tempo que têm

São apenas mãos

Que carregam todo o sentir

E transmitem tudo que faz sorrir

E nem por isso deixam de ser mãos

Que aplaudem cada sucesso

E apontam cada fracasso

E que caiem sobre si mesmas

Quando cansadas de remar

Contra tudo que as faz sonhar

E assim são as mãos

 

AC  08/12/2013

 

 

 

 

Anúncios