SER

Nada sei e nada sou

nem de onde venho, nem para onde vou

nada tenho e nada dou

e tudo dou do que nada tenho

a não ser tudo o que sou

Não ser e não saber

é muito mais do que alguém imaginar

a linha de separação

é pura imaginação

Do muito que pensamos sem razão

por isso mesmo nada sei e nada sou

nem tão pouco para onde vou

limito-me a respirar

de ser e estar

de uma forma bem singular

convivendo com a percepção

de que ninguém tem mesmo razão…

(estados de alma)

27/10/2014

AC

Anúncios