P1140398

Minhas lágrimas, estão secas

Como seca está a estação

Que por danos demais causados

As lágrimas saírem aos bocados

Do tanto que já brotou

A fonte desta vez secou

O Natal, não é mais

Que o aflorar destas emoções

De verdades e sensações

E sendo esta a época da chuva

Vou pedir ao tempo

Que me dê um pouco mais

De chuva e emoção

Para poder chorar, sem me culpar

À vontade e sem me fartar

E assim afogar o vazio

De mais um   Natal tão “frio”…

Mas é assim

O Natal nunca terá fim

E se hoje é para chorar

Um outro  será para cantar

Esperemos melhores dias

Deixando universo à solta

Ele fará sempre o melhor

Para a aliviar cada dor…

(estados de alma)

Albertina Correia

Anúncios