pão

Um bom dia qualquer, sentadas num café, actualizando as “fofocas” do dia, do mês do ano de tudo e de nada, tudo isto , nos intervalos de conversas sérias…

O café começa a ficar repleto, e, normalmente elas saíam para dar o lugar, mas hoje não apeteceu…tem dias assim…

E no meio de tanta gente que entrou, também entrou um pedinte, que  percorreu as mesas todas em busca de algo (dinheiro?comida?), optamos pela comida, e assim se sentou ,ocupando uma mesa, com todo o direito.

O pedido foi um simples pão com manteiga, e posteriormente pediu autorização para um galão, para acompanhar o pão…

E continuamos a conversa, filosófica e de circunstância, até que o jovem pedinte, depois de quase engolir o galão e o pão (sim porque estava a ocupar uma mesa  :/ ) , levantou-se foi ter com elas para  simplesmente lhes dizer obrigado, esse, que foi retribuído com um sorriso…

Elas, passados minutos, levantaram-se para pagar a conta, o dono, e muito bem, quis saber quem pagava a conta do jovem, e deixou o recado, “não se pode fazer isto muitas vezes senão ele habitua-se”!!!!!

Pois de facto ele habitua-se, como qualquer ser humano a comer…

Mas  foi pago, logo o dono do café não tinha com o que se preocupar, pensavam elas, e,  bem…

Mas uma delas, há uns meses atrás, foi a adoptada por uma gata , que aparecera no seu jardim, nunca mais a largando, habituando-se todos os dias a miar junto da porta traseira para pedir comida, “ESTÁ HABITUADA”, dizem todos que sabem da história “é normal a bichinha tem fome” etc etc etc …

Desta animal todos acham graça, e normal que se habitue, por  ter FOME,  até dizem, vais ter que dar comida todos os dias, tadinha (a gata), “são os animais que escolhem os donos”, “é tão fofinha”, e se a levasse ao café, decerto ninguém se importaria, e provavelmente ate lhe fariam festinhas…

Isto para dizer o quê?

A um  TER  (SER) Humano, não se pode dar comida senão ele habitua–se (e dá mau aspecto ao café, o que não era o caso, e, ainda que fosse), num animal “irracional” é fofinho, é engraçado, “hó ele vai buscar comida que inteligente” bla bla bla  (algumas das palavras para qualificar atitude e gata)…

O que  somos nós,  para além de nada?

Somos um produto da sociedade doente, demente, hipócrita, egoísta,  sem valores, de aparências etc etc etc …de conceitos e pré conceitos formatados para viver neste manicómio, que se chama TERRA, esta que não tem culpa de nada, porque está doente , com uma “Humanite”…

E somos também,  os que vão para as redes sociais postar, frases pomposas, imagens de fome pelo mundo, atitudes desprezíveis (crêem que de outros), e onde os outros até colocam o famoso “LIKE” , e tudo vai na (i) real paz, do virtualmente correcto…

A vida real é no terreno, onde o dito fica por não dito, o feito fica por fazer…no terreno

O tal umbigo é tramado…

Por: Albertina Correia

Anúncios