images

Podem me chamar de depravada e até de parva
Mas e parva e depravada eu não tenho nada
Sou insolente?
Quiçá irreverente?
Não, apenas abomino o politicamente correcto
E por isso me manifesto
Gosto de chamar os temas pelos nomes e não poemas
Há….. também sei falar bonito
Muitas vezes para fazer de conta
Que até acredito no que me é dito
Quero e consigo viver de outra forma
Independentemente da “norma”
Que está por demais “normalizada”
Por gente deveras tarada
Mas aceito que eles estejam certos
E eu até muito errada
Mas,
Não quero saber disso para nada
podem me chamar de louca
Mas jamais de depravada

Albertina Correia

05/05/2015

Anúncios