z

Não importa o tempo

Nem tu nem eu nem o vento

Não importa se estamos longe

Perto aqui ou no deserto

Não importa por onde vamos

Se ficamos ou paramos

Importa estar  pensar

E escrever até a mão doer

Importa deixar aqui,

Todas as palavras que escrevo e escrevi

Não as quero levar comigo

Por isso tudo deixo escrito

Não quero ir cheia de coisas por dizer

E factos por acontecer

E caminharei solta leve e  intensa

Pela estrada inventada sem margem e sem viragem

Seguirei o caminho certo

De mim nada ficará que não sejam palavras

Escritas e inventadas

De vivências e de vidas passadas

Que hoje são o presente

Porque  amanhã já não sei como  será…

 

Eu e o Universo

Albertina Correia

 

 

 

 

Anúncios