Mormente somos confundidos, pelos  escritos que fazemos, já que, a tendência, algumas  vezes é personalizar, e levar para si, algo que é abrangente a toda a gente, se for caso disso,  principalmente, a quem escreve.

Contudo, a interpretação é de cada um, já que, quem escreve , nunca escreve para quem lê, e quem lê , nunca lê como quem escreveu.

Os nossos pensamentos, acerca da interpretação do que lemos, pode nos causar muita, ou alguma confusão, mas isso,  só acontece, se de alguma forma, nos revermos neles, como sendo “verdadeiros” na nossa mente…

Quantas vezes lemos artigos de opinião , ou outros, quantas vezes lemos sobre “aquela” doença seus sintomas e imaginamos logo que as podemos ter,  apenas pelo facto de  “apresentarmos” , ou pensarmos que apresentamos, algum sintoma na descrição dela?

Pois é, na escrita é igual, quem é sensível, tende a levar a si, assuntos e temas,  que muitas vezes só tem a ver com os seus próprios pensamentos, e ideias de si mesmo, apenas por se identificar com o assunto, pois que, os próprios pensamentos, são resultado do que achamos que temos e somos, não é por acaso que a frase “somos o resultado dos nossos pensamentos”, é tão contundente e  oportuna …

Posto isto,  o que escrevo, SOU EU E O (MEU) MUNDO, de forma metafórica que só eu entendo, porem, também  coloco à mercê, de quem quiser personalizar ou se  identificar, como sendo seu, isso fica de forma construtiva, a cargo de cada um que me lê…

EU E O MUNDO

Anúncios