Vivemos em um mundo, raro

Feito por pessoas raríssimas

Que nos fazem pensar que temos pensamentos raros

E o que pensamos é simplista…

Somos tais e quais

Mas os raros nos fazem anormais

Atiram-nos com toda a porcaria para os olhos

Ficamos com a visão raríssima

Não conseguimos ver nem o fio da meada

Porque a meada ficou entrelaçada

Por ser tão rara quem a manejava…

Ainda assim

Se matam, esfolam, para tentarem saber

Quem mais raro quer ser no poder

E de tão raros já viraram exóticos

Apenas aguardamos que voem para outras bandas

Que nos deixem algum sossego

Para que o raro seja mesmo raro

Para ser tratado como tem que ser de facto…

EU E O MUNDO

Anúncios