O sol espreitou

Ela abriu a janela e ele entrou…

Deixou-o ficar um pouquinho

No seu aconchego no seu ninho

Foi de pouca dura

Depressa regressou a chuva

Ele vaidoso foi embora

Saiu janela  fora…

É necessário dar a vez

À chuva que vem

Ao sol que vai

Enquanto a noite não cai…

Tudo através da janela 

Onde aprecia todos os dias a vida

Numa outra perspectiva…

A dela…

A MINHA JANELA

 

 

 

Anúncios