Hoje foi dia da Mãe, não faltaram os desfiles de fotos, com juras de amor eterno, às que estão e às que partiram…

Nem contra nem a favor, todos estão porventura certos, como tal, eu decidi  privilegiar  e direcionar a minha mensagem, à maior mãe de todas, A MÃE NATUREZA…

Esta que está sempre presente, em cada um que a queira realmente ver.

Dá-nos tudo que precisamos, sem termos que lutar por isso, dá-nos calor, frio, sol chuva, etc, dá tudo o que tem e o que não tem, e dá-se todos os dias incansavelmente…

Porém, nem todas a olham do mesmo jeito, porque ela não fala, e o que “fala” quase ninguém houve, por isso, tão mal tratada é, ainda assim, está lá qual mãe de carne e osso…

A minha caminhada, hoje, teve um duplo sentido, dirigi  minhas preces a quem já partiu, e enchi-me de bênçãos, para a que sempre está…

A imponência, a omnipresença, a magistralidade de tudo que somos e é, de onde viemos e vamos, e, neste intervalo alegro minha mente, refresco meu sorriso, sonho  com cada estação, até que todas se esgotem,  e eu não faça mais parte  deste mundo, mas,  para mim, nesse dia, me tornarei mais forte, e me transformarei eu também, numa grande parte dela, A MÃE NATUREZA…

EU E O MUNDO

Anúncios