Antes de mim, havia um tempo que eu desconhecia que existia …

Depois de mim, existirá outro tempo que que não conhecerei, e dele, nada saberei…

No intervalo de um e de outro, existe o meu tempo,  aquele em que  tudo acontece, é minha pertença, ignorando o que passou e o que ainda não chegou…

Estudar o tempo atrás, em que não estive, e fazer suposições do que não veio, ainda, são exercícios para distrair a mente, pois que, nunca o poderei tomar como certo para meu presente…

Portanto, antes de mim não existia nada, e depois de mim nada existirá, o que de mim ficar, também e ninguém saberá…

Cada tempo tem um tempo, e dele, é o que mais existe, procurar achar mais algum, fora do que temos, é como viver paralelamente, mas, ausente no presente…

EU E O MUNDO

 

 

Anúncios