caminhos

 Um caminho

Um destino

Um horizonte

Pegadas gastas pelo tempo

Por um destino traçado

Sobre um horizonte manchado

De tudo que não faz sentido

Num caminho subvertido

Ao encontro de um imaginário

Para alem deste mal fadado

E que esta mais que ultrapassado

Seja no tempo ou no espaço

Mas que não morre , nem pelo cansaço…

 

(folhas soltas)

Albertina Correia

26/08/2014

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios