2015/05/img_0609.png

E em verdade não a minha
Mas a do teu criador
O mundo foi ordenado uma farsa
Pois que ele não criou nada
E o que recriou
Estava pensado e manipulado
Para que, e para sempre , tudo certo desse errado
Não aos olhos do homem
Mas aos olhos desse manipulador
Que ao invés de criar paz
Criou ódio e desamor
Lançou sobre a terra
Homens e mulheres,
Fez e desfez, usou e abusou
Apenas para testar o que ele em sua verdade conseguia dominar
E dominou cada pedacinho de tudo
Pensou cada pormenor
Para se poder infiltrar e infligir dor
E sair devagarinho
Como se ele fosse um santo e não um qualquer mesquinho
Ordenou que homem mentisse
Ordenou que animais rastejassem
Que os sol e a lua se separassem
Dividiu as trevas do dia
Fez tudo de caso pensado
Para que do certo tudo saísse errado
E saiu, mas foi tudo como ele previu
Ainda assim
Se julga perfeito, por achar que o homem saiu do seu jeito
Agora que ele é, o que o teu Deus dele fez
Arrumou-se num céu qualquer
Culpando todos os dias o homem
Por se ter entregue ao pecado
Levando a sua intenção por uma Eva
Que afinal também foi sua invenção
Afinal de que se queixa esse teu Deus?
Tudo saiu como ele previu
Se existem culpados
Por tais fados tão mal fadados
Ao teu Deus se devem
Porque a terra antes de ser recriada
Não precisava de um Deus imperfeito
Para espalhar desordem e caus
E reinar como se fosse um Deus…

(Genesis)
In : Bíblias

Por : Albertina Correia

Anúncios