MEU EU

 

Não está em mim viver presa a emoções

Que sendo ou não mais nobres

Me encharcam, sufocam e matam…

As emoções são como vulcões adormecidos

Que depois da confusão voltam a ficar dormidos…

As emoções são apenas nossas

Delas fazemos o que queremos

A invasão não está na ordem do dia

E a ordem do dia é dizer sempre não

Não

A tudo que nos turva

A tudo que nos confunde

A tudo que dentro não é claro

E que viva a emoção, ela será sempre a minha razão

Mas na dúvida, o melhor será sempre um NÃO…

 

A Mulher e o Mundo

Albertina Correia

 

 

 

 

Anúncios